Breaking News
recent

5 coisas que você pode ter perdido no episódio 6x16 de The Walking Dead


Depois de meses – ou até anos – de espera, este final de temporada de The Walking Dead, “Last Day on Earth”, finalmente trouxe o vilão Negan à vida. Sua cena de introdução foi uma das mais tensas e angustiantes que já vi. E apesar do fato do episódio ter terminado em suspense, ainda havia a sensação de que a sexta temporada foi bem amarrada, porque nós finalmente conhecemos o cara que está no comando.
Levando tudo em conta, o final da sexta temporada de The Walking Dead foi um belo monstro. Depois de construir a tensão durante a maior parte do episódio, com o grupo encontrando bloqueios progressivamente maiores, o episódio culminou nos 10 minutos finais de dar arrepios. Mas espalhado no meio disso havia outras pérolas – você prestou atenção? Dê uma olhada e confira as 5 coisas que você pode ter perdido em “Last Day on Earth”:

1. Uma subtrama sombria mostrou a brutalidade dos Salvadores


Ainda que nós não tenhamos visto quem conheceu Lucille no final do episódio, nós vimos os Salvadores matarem outra pessoa quando eles jogaram um pobre homem de uma ponte com uma corrente em volta do pescoço. Nós não chegamos a saber seu nome, mas ele e sua antiga comunidade tiveram uma subtrama no episódio, que serviu para nos mostrar novamente quão brutal e implacável Negan e os Salvadores podem ser.
Primeiro, o homem foi perseguido pela floresta enquanto tentava fugir da gangue de Salvadores. Depois de ter sido capturado, ficou claro que os Salvadores tinham um acordo com esse homem e seu grupo; no entanto, diferente de Hilltop, esse grupo não seguiu as regras dos Salvadores, com o líder dizendo ao pobre homem:
“Por que essa cara? Eu espero que você não esteja nos culpando. Nós indicamos o caminho para o seu grupo, nós demos as regras. Vocês quebraram as regras então as pessoas tiveram que morrer. Aquele que atirou primeiro nós enforcamos, para dar o exemplo. Poderia ter parado ali, mas vocês simplesmente não escutam. Vocês quiseram brigar com a gente, então é assim que vai ser.”
Logo fica claro onde esse homem e seu grupo estavam morando, depois que ele pergunta ao líder da gangue, que estava usando ele como exemplo, se “todos na biblioteca” estavam mortos.
Momentos depois, vemos que Morgan e Carol estão refugiados no antigo esconderijo daquele homem, a Biblioteca Pública de Viskocil. Enquanto Morgan explora a área externa, ele encontra o homem que os Salvadores enforcaram porque ele atirou primeiro. Junto com todos os outros que tentaram lutar contra os Salvadores.
Sim, apenas mais um jeitinho de mostrar quão brutais e frios os Salvadores e Negan são – se você não der o que eles querem, você e a sua comunidade estarão melhores mortos.

2. Morgan quebrou seu código


Depois de frustrar moradores de Alexandria e a audiência durante toda a temporada com seu mantra “toda vida é preciosa”, em “Last Day on Earth” Morgan finalmente quebrou seu código.
Morgan escolher matar o Salvador para salvar Carol (que tinha fugido de Alexandria para que não tivesse mais que matar) foi uma cena poderosa, e no final pareceu provar que, assim como na maioria das coisas, moderação é a chave. Obviamente matar pessoas em massa nunca é uma coisa boa, mas o mesmo vale para se recusar a matar uma pessoa objetivamente má que está ameaçando um dos seus amigos.
Não acho que Morgan esteja prestes a se tornar uma máquina de matar tão cedo, mas parece que ele está aceitando a ideia de que às vezes não existem alternativas.

3. Carol e Morgan estão a caminho de uma nova comunidade


As coisas não iam bem para Carol antes de Morgan aparecer e quebrar seu próprio código ao matar um homem. No entanto, foi depois que Morgan matou o Salvador que as coisas ficaram realmente interessantes, quando o homem misterioso do episódio 15 reapareceu, dessa vez trazendo um amigo.
Existe grande chance de que ele seja de uma comunidade chamada “O Reino”, e nessa semana isso parece ter sido confirmado, novamente graças às roupas de proteção dos homens, uso de cavalos e lanças. O Reino é uma comunidade introduzida inicialmente nos quadrinhos na edição 108, com uma estrutura semelhante à de Alexandria e Hilltop.
Para a sorte de Morgan e Carol, os homens do Reino se mostraram amigáveis, e até ofereceram ajuda para a dupla. Não vimos mais desse grupo no finale, mas parece seguro afirmar que veremos mais deles na sétima temporada, e quando isso acontecer o mundo vai se expandir ainda mais com a introdução de uma nova comunidade.

4. As palavras de Negan foram um eco para as de Rick


No começo da quinta temporada, no segundo episódio, depois que o grupo encontra o indefeso padre GabrielCarl e Ricktêm uma discussão sobre confiança. Carl diz ao pai que confia em Gabriel porque ele não acredita que todos no mundo são maus. No entanto, Rick é rápido em responder “você não está seguro”, e que ele nunca deve baixar a guarda.
Essa fala na quinta temporada foi um daqueles momentos em The Walking Dead quando você percebe que o apocalipse mudou totalmente o mundo e as pessoas para sempre, e para ser honesta, foi uma conversa bastante chocante de se ver entre pai e filho.
Bem, obviamente os roteiristas de The Walking Dead adoram nos chocar, porque o “você não está seguro” surgiu novamente nesse final de temporada, mas ao invés de Rick dizendo isso para Carl, desta vez era Negan para Rick. É o seu próprio conselho voltando para te assombrar. Talvez Rick e Negan sejam mais parecidos do que imaginam…

5. Aquela cena final foi basicamente o quadrinho criando vida


Para aqueles que entendem a referência, a última cena do final da sexta temporada de The Walking Dead foi basicamente o Red Wedding (Game of Thrones) para os leitores dos quadrinhos. Eles souberam por anos que esse momento estava chegando e estavam espumando de antecipação por finalmente ver tudo na tela.

Por mais que o final tenha deixado um pouco a desejar, uma coisa que os fãs dos quadrinhos absolutamente amaram foi quão próximo do quadrinho o episódio ficou. Da fala “cidade do xixi nas calças” (pee pee pants city) até Negan censurando Carl por estar tão sério, a cena foi cheia de ótimos diálogos dos quadrinhos.
De fato, a cena foi quase palavra por palavra, exceto pelos palavrões de Negan. Mas por mais que a tendência de Negan a ter uma boca suja não tenha sido mostrada na tela, o @TheWalkingDead confirmou que a versão para Blu-ray será bem mais fiel. Excelente.
Giselle Trindade

Giselle Trindade

Escritora, blogueira e formada em psicologia. Apaixonada por séries, filmes e livros. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.