Breaking News
recent

Melissa McBride fala sobre as mudanças de Carol em The Walking Dead


Para comentar o episódio angustiante de Carol, Melissa McBride falou por telefone com o site IGN sobre o peso sob os ombros de seu personagem e sobre o que está por vir, quando Negan finalmente for introduzido na série.
IGN: O que ocorreu de diferente neste episódio que fez com que Carol ficasse mais emotiva quando ela deslizou em sua persona “Carol covarde”?
Melissa McBride: Realmente houve um medo genuíno de que acontecesse algo com Maggie e seu bebê, e também houve muita incerteza dentro de Carol sobre o seu próprio eu, e se ela estava fazendo a coisa certa, e qual é a coisa certa a fazer?
IGN: Quanto disso foi atuação de Carol, e quanto medo autêntico que ela estava vivendo?
Melissa McBride: Eu gostei de fazer isso porque é intencional que fique confuso para nós como espectadores. Há mais história a ser contada que nos dará mais informações sobre o que foi real ou o que não foi, ou onde é que ela parou de atuar e começou a ser ela mesma.
IGN: Quanto ainda veremos do peso que Carol sente matando e como este estilo de vida, em geral, pesa sobre ela nesta temporada?
Melissa McBride: Bem, você pode ver isso imediatamente neste episódio, então da onde paramos, ela ainda não terminou. O que aconteceu em sua frente no final desse episódio está alimentando essa incerteza e choque consigo mesma, e, possivelmente, onde todos nós estamos neste momento. O grupo de Rick entrou emboscando aquelas pessoas enquanto dormiam, e ela está tendo dúvidas, ela está se questionando.
Morgan é definitivamente um catalisador disso no ataque ao Lobo e o Lobo e Denise. Como ela se sentiu cada vez que teve que matar, seria uma máscara que ela coloca a fim de fazer isso porque tem que ser feito, e agora ela está olhando para trás e pensando “Será que isso tinha que ser feito? Será?”
IGN: Esta temporada deu a alguns dos personagens, como Carol, uma gama muito interessante. O que você mais gostou de ter uma chance de interpretá-la na sexta temporada?
Melissa McBride: Eu amo a dualidade – ou a triplicidade, [risos] Eu estou perdendo as contas! – Eu amo todos os diferentes lados de Carol que eu fui capaz de interpretar simultaneamente, quase. Eu tenho um bom momento para explorar esse personagem e sua evolução para esta temporada, o que está chegando e o que nós apenas começamos a ver na semana passada, e há mais história a ser contada nesta temporada sobre sua luta, mantendo a capacidade de ainda fazer o que ela precisa fazer diante dessa luta.
IGN: Ela já fez alguma coisa que você não concordou ou não achou OK dela ter feito? Ou você é tão ligada na personagem que você compreende seu raciocínio?
Melissa McBride: [Risos] Bem, eu entendo o que ela faz e eu entendo porque ela faz, mas eu, como espectadora, fico tipo “Carol, o que você está fazendo! OK, você teve que fazer desse jeito?” Mas eu a entendo, então eu não quero julgá-la, porque eu tenho que interpretar a personagem. Quando ela se sente nojenta, eu sei disso. E não há muito do que ela faça que ela realmente queira fazer, e isso é interessante para mim. Ela faz isso porque ela tem que fazer.
IGN: E ela também ganhou um pouco de romance recentemente. Como foi para você ter um pouco desse lado mais suave e mais emocional dela para brincar, em vez de toda a violência e intensidade que ela teve que lidar antes?
Melissa McBride: Bem, foi muito bom trabalhar com Jason [Douglas], que interpreta Tobin. Para essa cena, foi estranho e desconfortável, mas reconfortante para ela, porque ela não fazia isso desde antes do Ed. Além disso, vindo de onde ela veio com Ed, para ser íntima com alguém assim – ela pode ter se afastado de Ed, mas ela ainda não se curou.
Ela ganhou força e ela chamou sua coragem, mas existem outros aspectos disso que não se curaram, tenho certeza. Naquele momento, ele é doce, ele é gentil e amável. Ele é meio que um estranho, alguém que não a conhece como os outros, que ainda não viu esse outro lado dela, e isso é reconfortante. Talvez ela foi um conforto para ele. Foi muito diferente.
IGN: Essa metade de temporada inteira tem sido uma grande introdução para Negan. O que ele traz para a série, e o que as pessoas podem esperar?
Melissa McBride: Primeiro de tudo, estou tão animada sobre temer o fim, porque eu realmente o temo, e isso me deixa empolgada. Vai ser bom. Os fãs vão enlouquecer. Ele é apenas este malvado calmo, e pensar em tudo que o nosso grupo já enfrentou. As coisas que nós nos deparamos e enfrentamos não são nada em comparação com Negan, e o que nossas experiências fizeram de nós e do ponto em que nos trouxe até nós mesmos, como será nossa experiência com esse cara? Como é que isso nos levará para dentro de nós? Eu só… cara, eu não sei. Boa sorte! Estou animada por temer tanto isso.
Giselle Trindade

Giselle Trindade

Escritora, blogueira e formada em psicologia. Apaixonada por séries, filmes e livros. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.